O tempo para o pagamento de até R$ 954 do abonação salarial relativo a 2016 será reaberto na quinta-feira (26). O dinheiro ficará disponível até 30 de dezembro.

O abonação salarial do PIS/Pasep para que pessoas trabalhou em 2016 começou a ser reparado em julho do ano passado e terminou em junho, porém o Codefat ( Sugestão Deliberativo do Fundo de Assistência ao Agente ) resolveu reabrir o tempo de saques. Esse é o alcoviteiro ano usado em que acontece prorrogação.

Aproximadamente 2 milhões de trabalhadores também não retiraram os recursos, o que corresponde a 7,97% do completo de indivíduos com direito ao vatagem. O valor disponível chega a R$ 1,44 bilhão.

Veja como solicitar o seu PIS

Quem não comprar no tempo perde o dinheiro. Possui direito ao vatagem quem trabalhou com carteira assinada por ao menos 30 dias em 2016, entre outras situações ( veja a listagem completa mais embaixo ). O valor varia de R$ 80 a R$ 954, de acordo com o tempo de trabalho em 2016. Em junho, foi publicado o tabela de pagamento do abonação para que pessoas trabalhou em 2017. O pagamento similarmente inicia em 26 de julho e vai até 28 de junho de 2019.

PIS

Quem perde o tempo de saques do abonação salarial perde similarmente o dinheiro, que vai para o FAT ( Fundo de Assistência ao Agente ), de acordo com o ministério. No entanto, já houve casos de trabalhadores que conseguiram na Justiça o direito de comprar os princípios mesmo depois de o fim do tempo.

PIS

O valor reparado é de até um salário mínimo ( nos dias de hoje R$ 954) e varia de acordo com o tempo que a indivíduo trabalhou. Se ela trabalhou o ano todo, recebe um salário mínimo. Se trabalhou um mês, ganha proporcionalmente: 1/12 do mínimo. De acordo com o Ministério do Trabalho, os princípios são arredondados para cima. Quem trabalhou por um mês, por exemplo, teria direito a R$ 79,50 de abonação. Com o arredondamento, o agente recebe R$ 80.

Saiba mais sobre o PIS

Em 18 de junho foi liberado temporariamente o serviço das cotas do fundo PIS/Pasep para que pessoas possui 57 anos ou mais. O serviço foi cortado no fim do mês passado e voltará em agosto ( dia 8 para que pessoas possui conta na Caixa ou no Banco do Brasil e dia 14 para os demais ). A começar por por isso, todos que evidencia dinheiro no fundo poderão comprar, com independência da idade.

Isto visto que, de 1971 a 1988, as companhias e órgãos públicos depositavam dinheiro no fundo PIS/Pasep em nome de cada um dos seus funcionários e servidores contratados. Cada agente, por isso, era proprietário de uma parte ( prestação ) no fundo. A começar por outubro de 1988, os trabalhadores deixaram de ter contas individuais do fundo.

Havia uma série de condições para que fosse autorizado o serviço das cotas do fundo PIS/Pasep, como a idade ou ser afastado, por exemplo. Porém o governo decidiu desenvencilhar temporariamente o serviço para todos.

O serviço das cotas do fundo PIS/Pasep ocorre somente uma vez, e não anualmente, como o abonação. Contem cotas todos os que trabalharam com carteira assinada em empresa privada ou no serviço público entre 1971 e 1988.

Avalie este artigo!